Terraplenagem Net

O portal da terraplenagem

Comparativo de RetroescavadeirasDesde que inventadas em 1.953, na Inglaterra, por Joseph Cyril Bamford fundador da J. C. Bamford (JCB), onde são chamadas de Backhoe Loaders, as retroescavadeiras (também retro-escavadeiras no Brasil ou retroescavadoras em Portugal) se tornaram populares por todo o mundo e as “queridinhas” da maior parte dos empreiteiros e construtoras, estando presente em obras de construção de todos os portes. As retroescavadeiras são máquinas de terraplenagem relativamente pequenas e versáteis, pois possuem duas caçambas bem distintas que permitem à retroescavadeira desempenhar diversos trabalhos diferentes atendendo às mais diferentes necessidades com baixo custo operacional. Basicamente as retroescavadeiras são tratores, 4×2 ou 4×4, com uma caçamba frontal, da largura da máquina (aprox. 2 metros), cuja função principal é o carregamento (carregadeira) e além desta, as retroescavadeiras também possuem uma caçamba traseira (retroescavadeira) com a função principal de escavação, não sendo limitada apenas a isto, podendo também desempenhar o carregamento de caminhões com caçamba basculante. Esta caçamba traseira é de fácil substituição e possui uma enorme variedade de tamanhos para finalidades distintas, sendo ainda possível substituir a caçamba da retroescavadeira por implementos variados como rompedores (ou marteletes hidráulicos) e perfuratrizes do tipo hélice contínua. Como de costume em nossos comparativos, neste sobre retroescavadeiras tomamos por base os equipamentos “padrão” ou “standard” oferecido pelas montadoras e escolhemos os modelos de retroescavadeiras mais populares disponíveis no mercado brasileiro de máquinas e equipamentos para construção (linha amarela). É claro que alguns itens podem estar desatualizados ou não serem exatos, por isso, ressaltamos que o comparativo não deve ser usado somo única fonte de informação na hora da aquisição de uma retroescavadeira. Em caso de dúvida, consulte sempre o revendedores autorizado da marca e modelo que deseja adquirir. Em nosso comparativo de retroescavadeiras optamos por analisar apenas as versões 4×4 pois em nossa avaliação, serão dentro de alguns anos o modelo predominante, se não o único utilizado num futuro próximo. Entre as características (especificações técnicas ou dimensões) das retroescavadeiras comparadas, estão:

  • Peso operacional;
  • Potência do motor;
  • Capacidade da caçamba da carregadeira (dianteira);
  • Capacidade da caçamba da retroescavadeira (traseira);
  • Altura máxima da caçamba da carregadeira até o pino de articulação;
  • Altura máxima da caçamba da retroescavadeira para carregamento;
  • Profundidade máxima de escavação da retroescavadeira.

Como dissemos anteriormente, no início do artigo, as retroescavadeiras (ou retro-escavadeiras) são de longe os equipamentos de construção, utilizados na terraplenagem, mais populares e preferidos por construtoras e empreiteiros. Por isso, há uma enorme quantidade de modelos de várias marcas, disponíveis à venda no Brasil, com isso, avaliamos inicialmente 14 modelos* distintos, entre nacionais, importados e “nacionalizados”. Os modelos avaliados (com tração 4×4) são:

  • Case 580N;
  • Caterpillar 416E;
  • Foton FLB468;
  • Hyundai H940C;
  • JCB 3C;
  • John Deere 310K;
  • Massey Ferguson MF96;
  • New Holland B95B;
  • Randon RD406 Advanced;
  • Terex TX760B;
  • Volvo BL60B;
  • XCMG XT870;
  • XGMA XG765.

* A Kimway (revendedor autorizado Jingong no Brasil), solicitou a não divulgação dos dados técnicos do atual modelo JGM 826 e sua não participação no comparativo de retroescavadeiras, em virtude do lançamento de um novo modelo, em breve, para substituição do modelo atual.

Peso Operacional

O peso operacional das retroescavadeiras geralmente pode estar diretamente ligado ao maior reforço de sua estrutura, no entanto, esta não é uma regra. Diretamente relacionada ao peso da máquina está a mobilidade. Quanto mais pesada:

  • Em pisos de baixa aderência e resistência, maior o risco de atolamento e tombamento da retroescavadeira;
  • Em pisos firmes, maior será a aderência e atrito dos pneus da retroescavadeira com o solo e consequentemente maior será a força de desagregação na carregadeira;
  • Maior o consumo de combustível e de pneus em deslocamentos da retroescavadeira;
  • Maior será a dificuldade ou custo com o transporte da máquina.

Gráfico do Peso Operacional Além do material utilizado na estrutura da máquina, outro fator principal na composição do peso da retroescavadeira são os opcionais utilizados como tipos e tamanhos de caçambas, lâminas, bordas, dentes e unhas; tipos de pneus; tipos de cobertura do alojamento do operador (toldo ou cabine, aberta ou fechada); entre outros.

Potência

A potência do motor é um fator importante a se considerar dependendo do objetivo da utilização da retroescavadeira. No que diz respeito as partes acionadas hidraulicamente, como braços e caçambas, o desempenho é bem parecido, com até mesmo os motores menos potentes dando conta do recado sem deixar a desejar. Já quando o assunto é realizar trabalhos de escavação com a pá-carregadeira, utilizando-se da tração 4×4 do equipamento, um motor com mais potência pode fazer falta. Um ponto interessante e que sempre ressaltamos em nossos comparativos é a questão do consumo de combustível. Embora não seja uma regra, quanto maior o motor (volume das câmaras de explosão em litros), maior o consumo pois a mistura teoricamente com mais ar demanda mais combustível. No entanto, o tamanho do motor não define de maneira isolada seu consumo de combustível. Há aí, inúmeros fatores que influenciam tanto no consumo quanto na potência da retroescavadeira, como pressão do turbo, pressão dos bicos injetores, abertura de válvulas, etc. Gráfico da Potência do Motor Basicamente todos os modelos de retroescavadeiras comparados possuem uma faixa de potência muito similar (média de aproximadamente 92 HP) sendo que apenas a Randon RD 406 Advanced com seu motor MWM International Série 10 se destaca em relação às demais por seus 110HP de potência líquida. Embora em alguns modelos, como Caterpillar e Case, o motor padrão seja naturalmente aspirado, como a maior parte das retroescavadeiras disponibilizadas no mercado brasileiro são turbo alimentadas, optamos por incluir no comparativo os motores opcionalmente turboalimentados para estes fabricantes nos modelos 416E e 580N respectivamente, visando tornar o comparativo mais equilibrado e justo.

Leia mais na próxima página…

Share

Páginas: 1 2

19 respostas para Comparativo de Retroescavadeiras

  • boa tarde a todos,sou proprietario e operador de carregadeira e retroescavadeiras e de delas ja possui cat, new holld.,jcb ,case, erando e de todas a mais economica e a randon que usa o motor mwm 4cilindos otimo motor manutenção barata e com muita força.

  • Artigo muito interessante no que tange a parte técnica. Fica como sugestão detalhar a parte financeira destes equipamentos. Desta maneira, com os dados técnicos/operacionais ja fornecidos + os dados financeiros poder-se-ia concluir qual a melhor opção.

    Att.

    FGF

    • Leandro dos Santos

      Obrigado pela participação Fernando. Optamos por não incluir qualquer informação quanto à valores, tanto de aquisição quanto de manutenção pois são informações muito peculiares que podem alterar a qualquer instante. De qualquer forma, agradecemos sua contribuição e palavras. Abraço!

  • Caro Leandro, boa tarde!

    Cara muito bom este comparativo e seu site terraplenage.net, estamos eu e um amigo tentando entrar neste ramo de locação de maquinas e uma de nossas principais fontes de consulta é o seu site, mais uma vez parabéns pelo excelente trabalho.

    Att,
    Thiago.

    • Leandro dos Santos

      Muito obrigado Thiago, fazemos de tudo para que o Terraplenagem.Net seja uma boa fonte de pesquisa e conhecimento para quem procura informações sobre terraplenagem e máquinas pesadas. Se precisar de ajuda com algo em particular que não encontrar no site, fique à vontade para utilizar o fórum e faremos o possível para ajudá-lo. Abraço 😉

  • trabalho nunha bl60 se deslocando percebo que ela consumi muito 2013 nova ja fis o mesmo ser. com
    outra case; cat; jcb randon elas bebia tanto assim

  • Olá, estou fazendo um trabalho e gostaria de saber a fonte deste artigo.

    Quem é o autor ou fonte?

    • Leandro

      Cara Mayara, eu sou o autor e responsável pelo Terraplenagem.Net. Não é autorizada a cópia integral, porém, se quiser utilizar trechos tem minha autorização desde que citando a fonte com o nome “Terraplenagem.Net” e link para o site “http://www.terraplenagem.net”. Obrigado pelo seu interesse 😉

  • Boa noite,gostaria de saber opiniões sobre a retroescavadeira Terex 760B. è uma boa compra quais os pontos positivos e negativos em relação a assistência e custo beneficio.
    caso alguém tenha conhecimento sobre o modelo,ficarei grato se puder expô-los aqui.

  • Boa tarde, gostei muito das informações, estou pensando em trabalhar com isto quando voltar ao brasil, quero montar uma terrapalnagem, obrigado.

  • Muito boa a reportagem, rica em detelhes, suporte técnico na decisão na hora da aquisição do melhor, um pouco da história das retro-escavadeiras..

    • Leandro

      Que bom que gostou amigo Otto, ficamos muito gratos por suas palavras. Estamos constantemente tentando fazer comparativos de máquinas com os olhos de quem trabalha com isso e não com olhos de jornalistas e publicitários. Em nossos comparativos, como o de Escavadeiras publicado antes deste de Retroescavadeiras (ou Retro-escavadeiras), tentamos sempre ser imparciais e demonstrar os pontos positivos e negativos de cada máquina de terraplenagem (ou terraplanagem, como preferirem). Se tiver algo a acrescentar, é sempre um prazer poder receber a opinião dos nossos visitantes e amigos do ramo. Abraço e obrigado por participar 😉

    • Dentre os comparativos elencados, quais vocês acham a ordem de importância para analise?

      • Leandro dos Santos

        Se não me engano já disse isso antes, não sei se neste ou em outro comparativo: É o tipo de aplicação ou mercado que defini qual a característica mais importante do equipamento.

        Dependerá do tipo de tarefa para você saber, por exemplo, se é importante ter um equipamento mais potente embora consuma mais combustível, dependendo da força necessária para desempenhar o trabalho a qual será destinado.

        E assim por diante. Analise o trabalho e o mercado de atuação para avaliar qual ponto do comparativo é mais importante para você. A partir daí, verifique qual o equipamento que lhe atenderá melhor.

        • Ok Leandro, obrigado pela atenção.

          A utilização sera, principalmente em perfuração de valetas para construção de redes de esgoto na construção civil.

          Outra duvida, você fez também um comparativo de cosumo de combustível?

          Desde já agradeço

          • Leandro dos Santos

            Olá Maurilio, tudo bem? Então, se for trabalhar principalmente na abertura de valas, verifique um modelo em que as especificações do braço da retroescavadeira tenha as melhores dimensões e especificações como força de desagregação, etc. Sobre comparativo de consumo de combustível, não o fizemos, pois para isso seria necessário expor todos os modelos às mesmas condições de trabalho e aí sim avaliar qual foi mais econômico, praticamente impossível de fazermos.
            Abraço!

          • Ok, Leandro, mas pela sua experiência quais maquinas tem tido menor consumo dentre as que você trabalhou pór exemplo.

          • Leandro dos Santos

            Então, caro Maurilio, eu não trabalho com máquinas, sou apenas o editor do portal. A avaliação que fazemos são baseadas nos aspectos técnicos de cada equipamento, entende? Não fazemos testes em campo (ainda). Agora se a máquina será utilizada apenas para abertura de valetas com o retro, utilizando muito pouco a frente, não imagino que seja necessário uma retroescavadeira com motor muito potente, logo, quanto menor for a cilindrada do motor (em litros) e maior a potência, geralmente menor o consumo. Entende? Não adianta o motor ser o mais potente e ao mesmo tempo ser o maior, pois quanto mais ar na câmara de explosão, maior será a quantidade de combustível necessária na injeção para uma queima apropriada. Além disso, opte também por um equipamento que utiliza modelos de pneus mais baratos, principalmente na traseira. Também dê preferência para modelos fabricados nacionalmente, assim, terá peças tanto para manutenção quanto para reparo com preços muito mais em conta em relação às importadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − 12 =

Siga-nos
FanPage do Terraplenagem.Net no FacebookPágina do Terraplenagem.Net no Google Plus!Twitter do Terraplenagem.NetAtualizações do Terraplenagem.Net / Feed RSS
Conteúdo
Conheça também
Comprar e Vender Imóveis Guia da Obra Construção Civil Business Escavadeira . Net Retroescavadeira . Net